domingo, 27 de setembro de 2009

Segurança no carro

Eu falei outro dia aqui sobre segurança em casa, mas a segurança no carro também é muito importante!

Quando a Luiza nasceu eu nem pensava em cadeirinha como uma segurança afinal eu sou da geração que andava solta no banco de trás, em pé entre os bancos e algumas vezes no porta malas de uma parati hehehe. Então a cadeirinha para colocar no carro era, na verdade, mais uma modernidade e uma comodidade, pois a Luiza poderia ir na cadeirinha e eu poderia ir no banco da frente (eu não dirigia). Isso era mais uma vantagem para mim pois eu também enjova (e ainda enjoo) quando ando no banco de trás! Quando ela tinha 9 dias eu comprei um super bebê conforto que dava para colocar no carrinho de supermercado, dava para usar em casa e ainda dava para colocar no carro! Mas para mim era muito estranha a instrução do bebê conforto de intalar a cadeirinha virada para trás! Teimosa e sem entender o motivo (lembrando que isso foi há 12 anos atrás - sem internet de fácil acesso e pouco se falava sobre esse assunto) eu colocava a cadeirinha ao contrário, ou seja, com a bebê olhando para a frente! E foi assim até que troquei o bebê conforto por outra cadeirinha e ela ia feliz na cadeirinha! Passei a perceber a importância no caso de acidentes, mas como a cadeirinha era emprestada eu a devolvi e ela passou a ir só com o cinto abdominal no bando de trás (algumas vezes em pé entre os bancos, o que rendeu para minha mãe uma multa). Quando nós fizemos uma viagem de 3 dias para o Mato Grosso uma nova cadeirinha foi comprada e ela voltou a usar a cadeirinha. Nessa viagem a Luiza ainda não tinha 3 anos! Usou a cadeirinha até uns 3 anos e meio e depois só o cinto!

Quando o Henrique nasceu eu não tinha carro. Quando o Pietro nasceu nós compramos um carro. Dessa vez, com muito mais informação, bebê conforto instalado com o bebê olhando para o banco de trás e ele usou até um ano. Depois foi substituido por uma cadeirinha e ele só anda bem preso à ela! Sempre, por mais que chore eu nunca tiro ele de lá! Prefiro ele chorando por estar seguro do que chorando por ter se ferido em um acidente de carro! Eu confio em mim no volante, mas não confio em quem dirige ao meu lado! Prefiro meus filhos seguros. A Luiza já pode ocupar o banco da frente e quando o pai não está no carro também ela vai na frente. O Henrique ainda usa o booster e adora, pois fica mais alto! Três filhos e por isso às vezes é difícil que todos estejam completamente seguros. Quando nós cinco saimos juntos a Luiza acaba usando o cinto abdominal, o que é melhor do que nada, mas não tem como ser de outro jeito!

Aqui em casa achamos muito importante a segurnaça dos pequenos tanto em casa como fora dela! Por isso eu sempre defendo o uso da cadeirinha e do bebê conforto! Mas só usar não adianta. Aqui vão algumas dicas:

- Bebês até 1 ano ou 13 quilos devem ir no bebê conforto com ele intalado corretamente, virado para o banco trazeiro. Em caso de colisão, se o bebê estiver virado para frente a cabeça dele penderá fortemente para frente podendo causar danos na coluna ou até mesmo a morte!!! Pra quê arriscar? Eu posso não bater o carro, mas e se baterem um carro em mim???

- Bebês com mais de 1 anos ou com mais de 13 quilos já podem ser transportados em cadeirinhas maiores, virados para frente. Mas só depois desse peso ou idade!

- Vale também você observar o seu filho. Se ele já tem um ano, mas é muito magrinho e ainda não anda, é meio molinho, é melhor continuar a deixar ele no bebê conforto. Mas se ele já tem um ano, é magrinho, mas todo durinho, já anda e tal, ele pode passar para a cadeirinha.

- Bebê sentado na cadeirinha, mas sem cinto é a mesma coisa que nada! Na verdade é até pior. Uma criança em uma cadeirinha sentada sem o cinto, em um acidente a cadeirinha passa a ter a função de arremessar a criança! CINTO SEMPRE!

- Falando em cinto: os cintos da cadeirinha devem ficar bem ajustados. Se ele ficar folgado a criança ficará solta na cadeirinha e em caso de acidente ela chacoalhará podendo sofrer sérias lesões. O ideial é que fiquei o espaço para entrar um dedo entre o cinto e o bebê! Pode ter certeza que ISSO não machuca o bebê!

- Bebês choram! E se choram no carro é porque ainda não sabem reclamar com palavras! O meu filho do meio que fala pelos cotovelos ainda chora quando ficamos muito tempo no trânsito, pois se sente entediado! Imaginem um bebê? Eu sempre deixei chorar! Ia só conversando, acalmando, falando que a mamãe estava ocupada e que logo o carro iria parar e eu iria tirar ele de lá! Se os irmão estavam atrás eles tentavam distrair! Um dia fiz a besteira de pedir para minha filha tirar ele do bebê conforto! Depois disso bastava ele olhar para ela para abrir o berreiro! Aprendeu que chorar não adiantava e hoje se comporta muito bem!

- Músicas tocadas pelo celular são ótimas, não sei o motivo! Eu tenho 3 cds do palavra Cantada no meu celular e funciona melhor que o rádio do carro! Começa a tocar e ele se acalma!

- Carros com 4 portas devem ter as portas traseiras com a trava para crianças acionada. A cadeirinha que tenho é para cinto de 3 pontos e ela fica instalada ao lado da porta! Meu pequeno alcança a alavanca para abrir a porta! Imagina se não estivesse travada? E o vidro elétrico traseiro deve ficar travado também! Dedinhos curiosos aprendem rápido como abrir e fechar o vidro!

- Quando você for intalar a cadeirinha, na hora de ajustar o cinto do carro para prender a cadeirinha, ajoelhe na cadeirinha para que ela fiquei bem presa! Não é seguro a cadeirinha ficar froxa!

- O bebê conforto para carro deve ser usado desde a saída da maternidade!!!!!!

- A mais importante dica: INSTALAR A CADEIRINHA SEGUINDO AS NORMAS DO FABRICANTE. Se é virada para o banco traseiro, é assim que deve ser. Se é para frente, é assim que deve ser também! Isso tem um motivo muito importante que é a segurança do seu filho!



Mais uma vez deixo a dica do site Criança Segura. Link para a explicação sobre cadeirinhas para carro.

2 comentários:

Carol_Rodarte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carol_Rodarte disse...

Muito bom o post, parabens pela riqueza das informações!!!

e obrigada por compartilhar seus conhecimentos!

ainda nao estou gravida, mas ja estamos tentando e busco todo tipo de informação.

Bjinhus